Homem é espancado por segurança em show de Maiara e Maraisa após fazer gesto para a dupla

Um sonho que virou pesadelo: um homem foi espancado em frente a sua família no show de Maiara e Maraisa após mal entendido com as sertanejas

Um show da dupla sertaneja Maiara e Maraisa São Caetano do Sul (SP) está gerando polêmica nas redes sociais após um fã da dupla ser espancado por seguranças no local. Isso porque o rapaz, que estava com a sua família, teria feito um gesto de mão e as cantoras, que chegam a cobrar cerca de R$ 300 mil por apresentação, não gostaram.

Segundo uma reportagem do Balanço Geral, o rapaz identificado como Marcelo assistia o show de Maiara e Maraisa do camarote e, durante a música “Presepada”, teria feito um gesto de mão em negativo para a dupla. A atitude acabou chamando atenção das gêmeas e, de cima do palco, Maraisa questionou o motivo do gesto: “Por que você está fazendo assim? (gesto negativo com as mãos) Você não está gostando da música não? Tem um rapaz de azul ali fazendo assim ‘ó’, ele não está gostando da música. Fazer o que, né rapaz? Você está no lugar errado”, disparou.

Para a reportagem do Balanço Geral, Marcelo disse que logo após o questionamento de Maraisa o camarote foi invadido por cerca de 10 seguranças do local, e aí começou o pesadelo. A vítima conta que os funcionários o espancaram com socos e pontapés, além de o jogarem no chão na hora da agressão: “Quase uma tentativa de homicídio”.

O rapaz chegou a desmaiar no momento da agressão e sua esposa e mãe, que estavam junto com ele, também chegaram a ser agredidas na tentativa de defendê-lo dos seguranças. Marcelo foi socorrido às pressas do local e levado até o hospital desacordado, onde levou 5 pontos nos lábios e acabou com vários ferimentos por todo o corpo. Logo após o ocorrido, o rapaz registrou um boletim de ocorrência na delegacia de São Caetano.

Para a reportagem do Balanço Geral, Marcelo contou que fez o gesto negativo com os dedos apenas de brincadeira por causa da letra da música, que fala de um homem que não respeita a namorada. Maiara e Maraisa não se pronunciaram sobre o assunto e a assessoria da dupla não respondeu as tentativas de contato.

Leia Também:

Maiara e Maraisa se sentem boicotadas após cancelamento das Patroas

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A turnê “As Patroas”, anunciada em outubro do ano passado, dias antes do trágico acidente que tirou a vida de Marília Mendonça no dia 5 de novembro, acabou sendo cancelada sem maiores explicações.

No entanto, as irmãs Maiara e Maraisa não ficaram contentes com a notícia do cancelamento da turnê e estão se manifestando em público com a insatisfação.

A insatisfação das gêmeas sertanejas teria ficado evidente durante o show que a dupla fez, na segunda-feira, no Rio de Janeiro. Em momento do show, Maiara ao lado da irmã, vestiu uma camiseta com a imagem da dupla e Marília Mendonça. Homenageando a amiga e parceira em suas falas, as sertanejas disseram que “ninguém vai calar a voz das Patroas”.

O Movimento Country apurou com exclusividade com pessoas ligadas ao escritório que gerencia a carreira de Maiara e Maraisa, que muitos contratantes se recusaram a pagar o valor da turnê “As Patroas” que têm um custo aproximado de R$500 mil, sendo que o cachê do show das gêmeas custa quase a metade deste valor, e está avaliado em R$300 mil.

Antes do anúncio oficial do cancelamento, várias possibilidades chegaram a ser estudadas para a viabilização da turnê, mesmo sem Marília Mendonça. Chegou a ser cogitado, que a turnê poderia se transformar em um show tributo a cantora e compositora, morta em um desastre aéreo em novembro do ano passado.